Publicado por: Mário Matos | 12/04/2009

Queimem os livros! (ou a histeria da direita americana)

Tenho vindo a assistir, com algum espanto, à berraria histérica da direita americana. Uma direita parola, provinciana e… perigosa. Quem tem a Fox News pode ver agora, para além do Bill O’Reilly e do Sean Hannity, o inenarrável Glenn Beck. Este cavalheiro chora (com resultados ridículos) quando fala do amor que tem ao seu país… e do medo por aquilo que diz que Obama vai fazer. Vale a pena ver, e por isso deixo o video mais abaixo. Depois, há Michelle Bachmann, uma senadora (sim, senadora) que se tornou famosa por afirmações incendiárias, e que jura que há socialistas (horror dos horrores!) no Senado americano – embora não diga quem são.

Há dias, a senhora disse, sem se rir, que as propostas de Obama para levar a juventude americana a servir a comunidade em associações locais e nos PeaceCorps e AmeriCorps eram um disfarce para aquilo que ela considera serem futuros campos de reeducação (sic) para a juventude americana.

Todo este histerismo da direita americana pode ter já tido efeitos perversos, no caso do indivíduo que se barricou em casa e matou três polícias porque, segundo afirmara, «estava com medo de que o Estado lhe viesse confiscar as armas».

Hoje mesmo, vi no Huffington Post o video que se segue. Foi obtido durante uma das «tea parties» que a direita está a promover por toda a América como forma de protesto contra a política liberal de Obama e as suas medidas de combate à crise e de reforma fiscal.

O que vale a pena ouvir está já no fim do video: há uma senhora que grita: «Queimem os livros!». Isso mesmo. Queimem os livros.

Quando a pessoa que está a gravar a cena lhe pergunta, incrédula, se está a falar a sério, ela responde que sim. «E que tipo de livros?» Resposta: «Os das universidades, esses que fazem lavagem ao cérebro dos nossos jovens. Os dessas tretas da Evolução e isso…»

Brilhante. E assustador, até para mim, que sou optimista. Veja-se o meu post anterior. Isto ilustra o que queria dizer na perfeição. Felizmente há a Comedy Central, o Jon Stewart e o Stephen Colbert para me dizerem que há gente sã que, com humor e inteligência, destrói este histerismo (espero eu…).

Eis aqui o video da «tea party»:

E o link para um video de Stephen Colbert a ridicularizar Glenn Beck (por qualquer razão, não consigo fazer aqui o embedding do video):

http://www.colbertnation.com/the-colbert-report-videos/223279/march-31-2009/the-10-31-project

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: